sábado, 29 de outubro de 2011

Déjà vu




Caramba eu estou tendo vários Déjà vu. Sim eu já tive inúmeras vezes à sensação de que o que eu estou fazendo eu já havia feito antes, da mesma forma. Agora, neste exato momento eu tive um Déjà vu, o que mim motivou a escrever este texto, p’ra um ateu convicto isso é meio estranho, mas não sei se é algo sobrenatural ou varias experiências repetitivas que vem acontecendo, e o pior é que cada vez aparece mais forte, mais real, parecendo que tem algo querendo me dizer alguma coisa, que estão mim dando uma segunda chance, paro, penso e vejo que é doidera, deve ser flashes repetitivos de acontecimentos, não pode ser nada natural, a vida é uma só, nada além do bem e do mal, parafraseando Nietzsche, só o que é real e concreto existe, mais neste mesmo momento que estou escrevendo este textículo, poucos minutos após o Déjà vu ouço Caetano e bem na sua musica Milagres do Povo na parte que ele diz: “Quem é ateu e viu milagres como eu, Sabe que os deuses sem Deus Não cessam de brotar, nem cansam de esperar...” Será que isso quer dizer alguma coisa? Caramba eu, com certeza, não vou evangelizar-me e passar acreditar em Deus assim de uma hora pra outra, é difícil de acreditar em coisas sobrenaturais depois de certa idade, mas já tive experiências, por duas vezes, que muitos acreditam serem sobrenaturais, das quais já falei aqui neste blog, mais duvidei e continuo a duvidar, mais esta minha duvida estar mim deixando com uma grande interrogação, esta mim pondo a pensar no que é realmente acreditável.
Nunca fui um cara radical, em nenhum assunto, inclusive nos religiosos, sempre tive certeza no que eu acreditava, minha fé não anda abalada, e todos que mim cercam sabe que no dia que eu voltasse a acreditar em Deus, eu abriria a boca e diria. Cheguei ao ateísmo através de um professor, Domingos Santana, uma fera em História, ele nunca mim disse para ser ateu e nem conversou sobre isso comigo, mas mim influenciou ouvindo falar, em plena sala de aula, daquela forma sobre Deus, o único professor que eu vi se apresentar realmente para os alunos, ele dizia em sua apresentação: meu nome é Domingos Santana, sou negro, ateu, socialista e educador. Confesso que foi um susto pra mim a primeira vez que eu o ouvir dizer isso, suou um pouco estranho, já que eu fui criado por uma família que crer em Deus e eu nunca havia sido provocado daquela maneira. Então mim dediquei a pesquisar sobre Deus, sair daquele estado idiota de acreditar em tudo o que nossos pais nos dizem quando criança, passei anos pesquisando sobre o assunto, li alguns autores precursores do ateísmo, o que mais mim interessou foi Bakunin, e no final de três anos cheguei ao ateísmo. Antes passei pelo agnosticismo, que é você fica em cima do muro, grosseiramente falando. Eu tive que ouvir calado muitas coisas no começo, p’ra não "desrespeita" o que eles acreditavam, não incomoda-los, hoje já não preciso mais disso.
Estes Déjà vu estão mim deixando inculcado, caramba, como pode estas coisas estarem acontecendo comigo, estão querendo abalar a minha gloriosa “fé”, depois de tanto tempo de crença no meu ateísmo estão querendo mim desnorteia do meu caminho.
Será que Déjà vu existe mesmo?

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

A Caixa e Machado de Assis


Depois de mudar a cor de um dos maiores escritores negros do Brasil e enfurecer a maioria dos militantes negros, a caixa fez novo comercial, agora com Machado de Assis Negro. O Comercial inicia com o ator Ailton Graça, negro, dizendo: "em respeito a historia da caixa e em respeito ao povo brasileiro, apresentamos: Machado de Assis". É um pedido de desculpa ao povo negro.
Vejam os dois videos

Machado de Assis Branco
video

Machado de Assis Negro

video



Este, novo, comercial já esta passando na  Tv, é só prestarem atenção, ja que a campanha para mudança ocorreu nas redes socias, e a midia aberta não deu a devida importância.